#Passarinhei – Tucano-de-bico-verde

Nada melhor que começar a semana com uma das aves mais lindas que já encontrei por aí: o Tucano-de-bico-verde.

Eu fotografei essa ave quando estive na Pousada Bicho do Mato – contei AQUI, lembram?

Ele estava bem longe, mas não tinha como não notar essas cores incríveis…

Blog Animal Chic

Blog Animal Chic 4

Blog Animal Chic 1

Lindo, não é?

Que essa semana seja igualmente linda!

Bjs, Ju Diniz

Anúncios

Diário de fim de semana: um lugar para se inspirar!

Não há nada melhor do que começar a segunda-feira depois de um fim de semana delicioso na companhia de pessoas queridas em um lugar simplesmente incrível, concordam?

Vou contar para vocês um pouco de como foi o meu fim de semana… pra inspirar e deixar vcs com vontade de conhecer esse lugar super bacana.

Eu já tinha falado AQUI que eu tinha muita vontade de conhecer a Pousada Bicho do Mato, em Gonçalves/MG, lembram? Pois então, conseguimos – meu marido e eu – reunir alguns amigos queridos para conhecer o lugar e toda a sua paisagem.

Na sexta-feira saímos de SP. Mesmo com a chuva bem forte, a viagem foi tranquila. Saímos de SP e seguimos pela Rod. Carvalho Pinto, que é uma estrada bastante segura. Mesmo as estradas mais próximas de Gonçalves, embora menores e mais cheias de curva, são seguras e bem sinalizadas.

Chegamos e fomos super bem recepcionados pela equipe da Pousada Bicho do Mato! E eu confesso: eu sou extremamente exigente com relação à atendimento! Acho que o carinho da equipe pode fazer toda a diferença em uma prestação de serviço! E eu fiquei surpreendida.

Fomos recebidos como se fôssemos amigos de longa data de todos lá, inclusive pela Isabel, proprietária da pousada.

Chegamos e já começamos a nos divertir… antes mesmo de ir para o nosso chalé, passamos horas com os amigos no Restaurante Sauá que fica dentro da pousada. Sob o cuidado do Chef Ricardo, nós curtimos um jantar magnífico! Não tirei fotos nesse dia. Meu celular ficou sem bateria… 😦

Depois de muito papo e risada com os amigos, fomos para nosso chalé. Mais uma surpresa agradável: um lugar gostoso, aconchegante, com um ofurô delicioso e uma cama bem macia. E, lógico: uma lareira para deixar a noite gelada da montanha mais quentinha e romântica. Nós ficamos no Chalé Tucano.

Blog Animal Chic 3

Blog Animal Chic 11

Blog Animal Chic 13

No sábado, acordamos e seguimos para o café da manhã. Que banquete! Vários pães caseiros, frutas, queijo, bolos… tudo muito gostoso! Uma coisa que achei muito legal: o café da manhã era servido no restaurante, ao lado do fogão à lenha. Além de deixar o ambiente bem quentinho, em cima do fogão tinha uma chapa onde cada hóspede podia preparar seu lanche. Ovo frito, queijo quente… delicia!

Foi preciso muita coragem para levantar dali, viu?

Blog Animal Chic

Blog Animal Chic 6

Blog Animal Chic 7

Em seguida, saímos para uma passarinhada numa trilha da pousada. Isso é muito bacana tb! A Isabel é uma passarinheira e, por isso, já deixa no site uma lista das espécies que encontraremos por lá. Bacana, né? Assim, a gente já pode chegar lá preparada para passarinhar… E a trilha é muito agradável, linda, cheia de aves…

Eu não consegui curtir tanto as passarinhadas pq a gravidez já me deixa bem cansada. Minha barriga já está pesada…

Mas consegui alguns cliques bem legais de aves que eu nunca tinha visto antes. Foi muito gostoso!

Blog Animal Chic 1

Blog Animal Chic 4

Blog Animal Chic 1

Blog Animal Chic 3

Na hora do almoço, fomos conhecer Gonçalves, uma cidadezinha de cerca de 4 mil habitantes. Nós estávamos procurando um almoço caipira, tipicamente mineiro, e paramos no Restaurante do Deméter. Era exatamente o que precisávamos! Bolinho de arroz, tutu de feijão, arroz-carreteiro, purê de batata com leite de coco, uma carne super macia e um refogado de banana que era simplesmente divino! Comi muito! 🙂

Voltamos para a pousada para curtir o fim de tarde. E nessa hora, fizemos uma “passarinhada light”! Sentados em frente ao restaurante, ficamos observando e fotografando aves nos comedouros da pousada. Isso foi muito legal também. A Isabel deixa frutas em lugares estratégicos para que os hóspedes possam apreciar as aves. Uma das aves que vi – e não consegui clicar – foi o Trinca-ferro, uma ave que desapareceu de algumas cidades por ser muito caçada para ser presa em gaiolas. Foi um prazer ver uma ave dessas na natureza.

Pegamos um pouco de chuva nesse fim de semana. Mas isso não foi um problema. Dentro dos quartos tinha guarda-chuvas para que não nos molhássemos e a pousada é tem vários atrativos: jogos, sauna, piscina. Dá pra passar o fim de semana inteiro lá, sem precisar sair.

Blog Animal Chic 8

Blog Animal Chic 4

Blog Animal Chic 5

Blog Animal Chic 12

Blog Animal Chic 10

Blog Animal Chic 89

Nosso jantar foi no Restaurante Sauá, na pousada. Gente, que comida gostosa! Minha escolha de prato principal foi uma abobrinha recheada com berinjela gratinada. Vcs não acreditam no quanto isso tudo estava saboroso! Me dá água na boca só de lembrar. Mas é lógico que eu experimentei o prato do marido que era uma truta grelhada com nhoque de mandioquinha. Delicioso tb.

Domingo tb foi dia de passarinhada. E mais uma vez fomos surpreendidos pelo carinho e atenção do pessoal da Pousada Bicho do Mato. Como alguns queriam madrugar para não perder os passarinhos logo cedo, a equipe preparou um café da manhã reforçadíssimo, fora do horário da pousada, para que ninguém fosse passarinhar com fome. Fofo, né?

Essa era nossa turma…

Blog Animal Chic

Voltamos no domingo com um gostinho gostoso na boca e muita saudade do lugar e da equipe. Uma vontade enorme de repetir a dose e passar mais alguns fins de semana nesse lugar tão bacana. Matei a vontade de conhecer, mas ainda volto para curtir mais dias e mais passarinhadas na Pousada Bicho do Mato.

Se vc curtiu, veja mais fotos da Pousada no Facebook. E essa AQUI é a página do Restaurante Sauá.

Eu recomendo… Tenho certeza que vcs vão curtir muito.

E se vc quiser saber um pouco mais, acesso o blog Virtude, da Claudia que estava conosco na viagem. Ela fez um relato bem detalhado de tudo. Clique AQUI.

Beijos, Ju Diniz

#OndeSeInspirar – Curucutu

Existe um assunto sobre o qual meu marido e eu sempre conversamos: onde nos divertiremos com nossos filhos – ou melhor, futuros filhos – aqui em SP? Queremos que nossos pequenos cresçam com algum tipo de contato com a Natureza. Mas como fazer isso numa cidade como São Paulo, onde a única opção de lazer parece ser o Shopping?

Saiba que existe uma solução além de viajar para um paraíso natural!

Parque_Estadual_da_Serra_do_Mar_Nucleo_Curucutu_Instituto_Ernesto_Zwarg

Num sábado, fui convidada pelo Guto, passarinheiro e organizador do Avistar – o maior evento brasileiro de Observadores de Aves – para passarinhar no Parque Curucutu!

A princípio, pensei que era brincadeira. Um parque em SP com esse nome? Nunca tinha ouvido falar…

Mas minha surpresa foi demais ao no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Curucutu! ENORME!

Depois de cerca de 1 hora de carro sentido Zona Sul, incluindo um trecho de estrada de terra por fazendas e paisagens encantadoras, chegamos ao Núcleo Curucutu. A recepção foi feita por 2 guias super atenciosos e gentis, mais um motivo de alegria!

Você não paga para entrar. Bom, não é? Mas lembre-se: você precisa agendar um horário para garantir que haverá um guia disponível para te acompanhar na trilha!

01

O caminho é emocionante! Prepare-se para muita terra e muita lama! Mas a sujeira vale a pena. Agora, se você é do tipo que não gosta de sujar seu carro ou se não se sente seguro em aventuras mais “off-road”, aconselho procurar uma agência de ecoturismo e agendar o passeio! Um guia te levará até lá e você não correrá o risco de ficar atolada! 🙂

A trilha do parque? Repleta de flores, árvores e aves! O Guto e eu tivemos o prazer de ouvir, observar e fotografar algumas espécies maravilhosas. Entre elas, o Corocochó, uma ave encontrada apenas nessa região.

02

Uma coisa importante: vista-se adequadamente! Esse é um blog de moda, né? Não poderia deixar de dar essa dica. Calças grossas (nada de bermudas) te protegem de arranhões na perna. Cores neutras te deixam mais camuflado na paisagem. Não vista aquela sua camiseta vermelha incrível! As aves se assustarão e não chegarão tão perto de você. Nos pés, dê preferência para aquelas botas para caminhada. Se não tiver uma – meu caso – use um tênis bem batido. Aquele que, se sujar, não tem problema. Uma mochila com alças confortáveis é uma boa para levar água, frutas ou barrinhas de cereal. Binóculos e máquina fotográfica também são uma boa para não perder nenhum detalhe!

03

A conclusão é que mesmo quando não for possível viajar para uma praia ou para a montanha, é possível ter um contato real com a Natureza!

Eu aconselho!

Visite o site do parque AQUI e curta a página do Facebook AQUI.

Um beijo, Ju Diniz