#Passarinhei – um encontro especial

Quando a gente sai pra passarinhar, a gente sempre tem uma idéia do que pode encontrar pelo caminho. Ou porque fez alguma pesquisa das aves da região, ou porque já passarinhou pelo lugar antes.

Mas tem algumas espécies que, por mais que a gente saiba que vive pelo lugar, são muito difíceis de observar. Seja porque se camuflam muito bem, ou por serem mais raras. E muitas vezes são raras por nossa própria culpa: muita caça ou destruição de seu habitat.

É o caso do Tico-tico-rei que eu sempre soube que vivia na minha cidade, São José do Rio Pardo/SP. Meu pai já tinha contado dessa ave na sua infância e tb do quanto ele próprio e seus amigos caçavam esse bichinho pra deixar na gaiola.

Também por essa razão, o Tico-tico-rei desapareceu. E eu que passarinho por lá há muito tempo quase todos os meses nunca tinha visto um!

Até que no dia 2 desse ano, enquanto passarinhava com meus sobrinhos, ele resolveu apareceu e nos deixou emocionados! Que bicho bonito!

captura-de-tela-2017-01-10-as-22-05-06

Esse é um macho jovem, mas no mesmo bando, haviam 2 fêmeas e um macho adulto. Essa foi a melhor foto que consegui, mas pretendo voltar nesse lugar para ver se consigo um registro melhor!

Beijos, Ju Diniz

Anúncios

Últimas passarinhadas do ano!

Queridos,

Passei por aqui para desejar uma passagem de ano maravilhosa pra todos. Que 2017 venha cheio de coisas boas e cheio de aves.

Esses últimos dias de dezembro têm sido bem legais. Estou fazendo algumas fotos que estou gostando bastante!

Tuim

Polícia-inglesa-do-sul

Tucanuçu

Pica-pau-do-campo

Seriema

Arapaçu-de-cerrado

Aproveitem por aí tb. Até o ano que vem!

Ju Diniz

#Passarinhei – Instituto Butantan

Acabei de voltar de uma passarinhada deliciosa no Instituto Butantan. Fazia tempo que eu não acordava cedinho pra observar aves aqui em SP! Desde que Maria nasceu, há um ano e meio, eu tenho adaptado minhas passarinhadas aos horários dela.

Mas hoje aproveitei que o marido podia ficar com ela pra me divertir um pouco!

E foi uma delícia!

Aves, ninhos, filhotes sendo alimentados por seus pais, boas conversas e bons amigos… exatamente como uma boa passarinhada tem que ser.

Hj foi dia de #VemPassarinhar, uma iniciativa do Observatório de Aves do Instituto Butantan, super bem conduzido por meu amigo Luciano Lima.

blog-animal-chic

Uma passarinhada gostosa pra quem nunca passarinhou ou para os “velhos de guerra” também.

Entre as surpresas de hj, rolou um Sabiá-una, um Peitica gritando por comida e um Periquito-rico num cenário de frutinhas vermelhas.

Eu filmei alguns momentos pra mostrar pra vcs, mas ainda não vi os vídeos. Se ficarem legais, prometo um “making of” aqui nos próximos posts…

blog-animal-chic-3

Peitica

blog-animal-chic-2

Periquito-rico

blog-animal-chic-1

Sabiá-una

Fica o convite: dia 10 de dezembro rola um #VemPassarinhar. Dessa vez, no Ibirapuera. Bora?

Beijos, Ju Diniz

Zen Passarinhar

Há poucos dias eu recebi um convite para uma passarinhada diferente das que eu estou acostumada a fazer: uma passarinhada associada com um retiro, um mergulho na natureza e no autoconhecimento.

Esse vai ser o Zen Passarinhar, organizado pela Maritaca Expeditions, que vai rolar na Pousada Beija-flor, no Espírito Santo..

Uma vez que a observação de aves é uma prática de contato direto com a natureza, nada mais coerente do que associar essa atividade com aulas de yoga, momentos de meditação e muita contemplação da natureza.

 

Essa passarinhada acontece do dia 25 ao dia 27 de novembro e, se vc se interessou, é só entrar em contato com o pessoal da Maritaca Expeditions pelo e-mail info@maritacaturismo.com.br.

Essa vai ser a programação da passarinhada:

Blog Animal Chic 10.png

Aqui estão algumas fotos da vista, aves e da Pousada Beija-flor onde o Zen Passarinhar vai rolar.

Blog Animal Chic 1Blog Animal Chic 2Blog Animal Chic 3Blog Animal Chic 8Blog Animal Chic 7Blog Animal Chic 6Blog Animal Chic 5

Beijos, Ju Diniz

#Quero Passarinhar: Quer conhecer um pouco mais de Minas Gerais?

Acho que por ter crescido tão pertinho da terra do queijo, sempre fui encantada por Minas Gerais. Na minha opinião, o estado mais aconchegante e com a melhor comida do Brasil! E a melhor cachaça tb, né? 🙂

E aí, pra apaixonar de vez: além da comida quentinha no fogão a lenha, Minas tem uma variedade incrível de aves e vida selvagem, além de paisagens encantadoras que vão te fazer pirar.

O que fica faltando? Alguém pra te guiar nesse cenário de filme que são as serras mineiras.

Bom, não falta mais! No último AVISTAR conheci o Edu Franco, um biólogo e guia ornitológico que vai te levar para um passeio encantador pelas paisagens de Minas.

Dá uma olhadinha aí embaixo no bate-papo que eu tive com o Edu sobre a sua paixão de guiar. E tem tb algumas fotos dele mesmo feitas nesses passeios.

Os contatos do Edu estão todos lá no final da entrevista. Então, se estiver por lá, já sabe quem chamar…

Eduardo Franco, 31 anos
Biólogo
Especialista em Comportamento Animal
MBA Administração de Projetos

 

Ju Diniz: Conta um pouquinho sobre sua experiência em guiar pessoas.

Edu Franco: Sou Observador de Aves desde 2008 e comecei a guiar em 2013, quando a amiga Cláudia Brasileiro perguntou se eu podia leva-la para fotografar o beija-flor-de-gravata-verde (Augastes scutatus). Aceitei o convite e acabei me apaixonando pela possibilidade de ajudar pessoas a conquistar sonhos e realizar experiências. Parece estranho, mas, perceber o brilho nos olhos das pessoas após enxergar aquela espécie pelo binóculo ou visualizar aquela foto perfeita no visor da câmera despertou em mim uma grande vontade de trabalhar com isso. Sabe aquela sensação que algumas pessoas têm no Natal de gostar mais de presentear do que ser presenteado? Talvez seja algo semelhante. Lembro-me muito bem de quase chorar junto com dois clientes australianos ao enxergarem, pela primeira vez na vida, um bando de tucanos (Ramphastos toco). Perceber que algo tão comum para mim poderia ser tão emocionante para outras pessoas foi fantástico. Desde então não consegui parar mais. Tenho me esforçado com muito carinho para desenvolver roteiros, passeios e cursos que proporcionem experiências marcantes para cada um dos meus clientes e alunos.

Blog Animal Chic 5

Ju Diniz: Por qual cenário vc leva o observador que está guiando?

Edu Franco: Sou mineiro e apaixonado pela terra do pão-de-queijo – obviamente também fissurado pelo próprio. Não troco nossa paisagem acidentada por nada nesse mundo. Minha especialidade é o Cerrado. Busquei ao longo desse período elencar locais e espécies que sejam únicas e que poderiam se tornar referências no cenário do birdwatching nacional. As Serras e os Campos Rupestres de MG possuem paisagem, flora e fauna tão singulares que se tornaram meu foco. Serra da Moeda, Serra do Caraça, Serra do Cipó… esses são os locais onde eu mais levo meus clientes. Apesar disso tenho buscado formar uma equipe de guias que estejam aptos a atuar em várias regiões do Estado. Acredito que devemos assumir, além das funções centrais, uma responsabilidade de impulsionar outros colegas que desejam atuar em campo, auxiliando assim a consolidar Minas e o Brasil como destinos fundamentais para o Turismo de Observação de Fauna.

Blog Animal Chic 3

Ju Diniz: Divide com a gente um momento emocionante.

Edu Franco: O momento mais emocionante até hoje foi, sem dúvida, no Parque Nacional da Serra da Canastra. Nunca fui no Parque Temático Americano mas acredito que a emoção que senti nesse local deve ser algo semelhante à uma criança entrando na Disney. Estava acompanhado de alguns dos melhores parceiros que tenho, Daniel, Luis Henrique e Paulo. Conheci uma das maiores quedas d’água do Brasil, a Casca D’Anta. Estive frente a frente com mamíferos como o tamanduá-bandeira e o veado-campeiro. Tive oportunidade de ver e fotografar inúmeras espécies de aves raras e ameaçadas e, para secar minhas glândulas lacrimais, um casal de pato-mergulhão (Mergus octosetaceus). Nunca antes na minha vida eu tive experiência tão fantástica aguardando para ver um passarinho. Foi incrível. Trata-se daquele tipo de entorpecente que você dificilmente consegue largar.

Blog Animal Chic 4

Ju Diniz: O que não pode faltar numa passarinhada?

Edu Franco: A partir do momento que estabeleci como objetivo profissional me tornar um guia de observação de natureza também defini qual política iria adotar como princípio: o mais importante em um roteiro não são os passarinhos e sim as pessoas. Preocupações logísticas, segurança, lista de lifers*… tudo isso é fundamental, mas o que realmente importa é fazer que o cliente se sinta acolhido. Fazer isso sendo mineiro é quase natural. Sou suspeito para falar, mas de fato desconheço outro local do mundo que receba tão bem as pessoas quanto nosso Estado. Entendo que a partir do momento que o guia consegue conquistar a empatia do cliente o restante se torna fácil e acaba fluindo com a eficiência e eficácia necessárias.

Blog Animal Chic 1

Ju Diniz: Qual é a ave que sempre te emociona?

A ave que sempre me emociona é a próxima. Não desenvolvo favoritismo nem prioridades. Aprendi com o amigo e cliente Luiz Ribenboim que cada novo momento com uma espécie é uma nova oportunidade para conhece-la melhor. Isso é fantástico! Não só espécies, mas também as paisagens. Apesar de visitar o mesmo local 2, 3 vezes por mês, ainda consigo me encantar mais ainda a cada novo passo pelas repetidas trilhas.

Blog Animal Chic 7

Ju Diniz: E conta pra gente o teu diferencial? Por que passarinhar contigo?

Edu Franco: Entusiasmo. Apesar de estar 100% do tempo ansioso para que os resultados sejam os esperados pelos clientes, sempre procuro mostrar entusiasmo. Como eu disse anteriormente, um clima legal facilita todo o resto. Tento transmitir para as pessoas a mesma paixão que tenho pelo o que eu faço e principalmente por como eu faço. Semana passada tive um super desafio de falar sobre Turismo de Natureza para uma turma de Graduação Tecnológica em Radiologia. Nunca antes me deparei com um público tão diferente. Ao começar a palestra senti em todos os presentes aquele sentimento de: o que esse sujeito está fazendo aqui? Da mesma forma como alimento minhas atividades, tentei passar para os ouvintes o meu entusiasmo a cada nova experiências e como que alcançar os desafios e metas resulta em um prazer único para cada um dos praticantes dessa atividade tão específica. De alguma forma consegui meu objetivo. Fiz, em apenas 60 minutos com que cerca de 30 pessoas, que nunca tinham ouvido falar sobre observação de aves, se encantassem. Talvez porque passarinhos por si só já seja encantador. Mas acredito que mostrar carinho pelo o que faz é ferramenta certa para sensibilizar o próximo.

Blog Animal Chic 6

Ju Diniz: Deixa uma mensagem pra gente aqui. 

Edu Franco: Turismo de Natureza e Observação de Aves são atividades fascinantes e as possibilidades transdisciplinares são infinitas. Quanto mais conseguirmos atingir mais pessoas, das mais diversas áreas, com nosso estilo de vida, mais as pessoas vão se encantar e se preocupar com o meio que nos circunda. Não conheço nada tão potente quanto o Turismo de Natureza para sensibilizar pessoas. Dessa forma aproveito para parabenizar a você Juliana e ao Blog Animal Chic por conseguir levar nossos passarinhos para o mundo da moda e para pessoas que talvez nunca teriam a oportunidade de conhecer o que fazemos. Obrigado pelo convite!

Blog Animal Chic 2

Edu, Eu é que agradeço por participar. E quem sabe não estaremos juntos aí na terrinha mineira pra conhecer um pouco mais dessa paisagem, né?

Se vc se interessou e quer saber um pouco mais sobre o trabalho do Edu, é só entrar em contato:

SITE: www.destinosmg.com.br
EMAIL: eduardofranco@destinosmg.com.br
WHATS APP: +55 31 9 9341 3584

Beijos, Ju Diniz

*Lifer – espécie nunca observada/fotografada pelo observador de aves.

O AVISTAR está chegando…

Tá chegando a hora de vc se preparar para o Avistar, o maior evento de observação de aves do Brasil! Esse ano, assim como no ano passado, o Avistar acontece no Instituto Butantan, fácil de chegar e muito bacana para passarinhar!

Uma chance pra vc conhecer outros apaixonados por aves e pela natureza, saber um pouco mais sobre a atividade e tb, ouvir um pouco do que os passarinheiros têm a dizer.

Eu tb estarei lá, no Birding Ladies. Na verdade, eu e minha pequena Maria, a passarinheira-mirim do evento! ❤

Blog Animal Chic

Blog Animal Chic 2

Quer saber um pouco mais sobre o que vai rolar?

Blog Animal Chic 5 Blog Animal Chic 4 Blog Animal Chic 3 Blog Animal Chic Blog Animal Chic 1

Avistar 2016 é um evento aberto ao público. Você não precisa se inscrever para participar da feira, somente se for participar do Congresso, para isso a inscrição é feita no site http://www.avistarbrasil.com.br/

Programas (sujeito à alteração, por enquanto)
Congresso – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/programa-completo
Diálogos – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/dll
Oficinas e atividades – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/dll-3
Cuidados em Campo – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/cuidados-em-campo
Biodiversidade – Idéias e trocas – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/biod
Art Nat & Tech – http://www.avistarbrasil.com.br/agerio/ant

O que acontece no Avistar além do Congresso? É o maior ponto de encontro dos observadores de aves. Expositores de todo Brasil estarão presentes falando sobre Destinos, Turismo, Livros, Equipamentos, COAs, Pousadas e Passarinhos, lógico… Todos estaremos lá!

Te vejo lá?

Bjs, Ju Diniz