O que realmente importa?

Oi, meninas!

Meu último fim de semana foi tão gostoso… já estou com saudades dos momentos que passei com minha família no interior!

Acho que isso é o que realmente importa. Momentos preciosos ao lado de pessoas amadas. Momentos reais!

É lógico que a gente também se importa com a aparência. Não dá pra falar que eu não ligo pra isso. Afinal, sou proprietária de um salão de beleza e tenho um blog de moda! Mas o que seria da nossa imagem sem nossas experiências, sem nossas lembranças… sem os momentos que jamais esqueceremos!

Acordei assim hoje… 🙂

Deixa eu mostrar para vocês um pouco do meu fim de semana…

Primeiro uma das imagens mais lindas para deixar a viagem mais inspiradora: passei por uma plantação de Girassóis em Casa Branca – SP. Não aguentei! Parei para tirar foto!

FDS01

Quem aí já teve o prazer de comer uma fruta tirada direto do pé – e não comprada no supermercado? Eu cresci assim… E ver meu pai aos 72 anos subindo no telhado para colher bananas deixa tudo mais especial. E engraçado também!

FDS02

Vocês sabem que Bananeira dá fruta uma vez só, né? Depois, tem que cortar a Bananeira fora. E a gente sempre tira o cacho de bananas mais verde e deixa amadurecer em casa, na velocidade da fome… 🙂

E por último, minha tentativa iniciante de “passarinhar” com o celular no quintal da casa dos meus pais! Fotografando o João de Barro e o Coleirinho

FDS03

E minha mãe não perde a mania de colar adesivos em todos os lugares… Vocês notaram o adesivo da Nadir Figueiredo no vidro da janela? 🙂

É isso…

Beijos, Ju Diniz

Anúncios

Como nasceu esse blog…

Bom dia!

E bem-vindas ao Blog Animal ChicDeixa eu contar um pouco pra vocês como isso tudo surgiu!

Sempre busquei eficiência no meu guarda-roupas! Sempre investi em peças básicas e clássicas para que eu pudesse ter um número maior de combinações. Então, logo que comecei a trabalhar, meu guarda-roupas só tinha peças de 3 cores: branco, preto, cinza. A única cor diferente vinha das calças jeans. E, ainda assim, todas eram escuras, sem nenhuma lavagem especial!

Foi então que me caiu uma ficha:

Eu preciso cuidar da direção de arte da minha vida!

Na época, eu era Atendimento em uma agência publicitária e era responsável por apresentar aos clientes as campanhas e propostas elaboradas pela agência. Precisava sempre me apresentar de forma adequada.

Porém, aos 25 anos, me vestia como uma mulher de 35 ou mais! Era tudo muito sério, muito pesadosem alegria. Além disso, minha roupa não expressava toda a minha criatividade e a criatividade da empresa onde trabalhava!

E meu maior equívoco era achar que só preto, branco e cinza eram básicos.

Assim, comecei a abrir meus olhos para cores diferentes!

Meu primeiro investimento? Um vestido verde!

Hoje, até acho que um vestido verde é um clássico, mas acredite: na época, era uma peça extremamente ousada para meu estilo branco/cinza/preto!

Essa foto é só um exemplo... Não tenho a foto do vestido que comprei na época! :(

Essa foto é só um exemplo…
Não tenho a foto do vestido que comprei na época! 😦

E aí, a combinação com sapato preto me pareceu a escolha mais segura. Mas eu esperava mais de mim! Eu queria mais! Queria poder ousar mais, usar mais cores… mas como combiná-las?

Essa tarefa era muito difícil pra mim. Maravilhoso mundo novo das cores!

Foi então que me lembrei da minha infância e adolescência no interior. Lembro-me de ter passado tardes e mais tardes com meu pai na beira do rio pescando! Muitas vezes, eu abandonava todos os apetrechos de pescaria só pra ficar observando a natureza. E eu me lembro de tudo muito bonito, muito harmônico. Tudo combinava perfeitamente, mesmo naquela imensidão de cores!

Então, mais uma “ficha caiu”! Lógico! Nada é brega na natureza! Não existe cafona entre os bichos! Todas as cores combinadas de uma ave são perfeitas! Por que não começar a me inspirar na natureza para compor looks?

Foi assim que comecei a me sentir mais confortável ao combinar as cores! Foi mais fácil pensar em combinar laranja, branco, preto e azul! Um tucano combinou todas essas cores muito antes de mim.

Branco, preto e vermelho ficam lindos em uma cobra… então, por que não combinar branco, preto e vermelho?

E vocês devem estar se perguntando como foi que eu combinei o vestido verde! Bom, advinha?

Assim nasce esse blog, tendo na natureza sua maior fonte de inspiração!

Nele, falaremos sempre sobre como combinar cores e como cuidar da direção de arte da nossa vida!

Beijos, Ju Diniz